Voltar

http://ltodi.est.ips.pt/jfrancis/

 

Doutor em Engenharia Mecânica (FEUP),  Mestre em Engenharia Mecânica, Perfil Energia e Engenheiro de Mecânica, ramo de Termodinâmica Aplicada, pelo Instituto Superior Técnico. É dedicado a Engenharia da Energia e Ambiente e em Estudo sobre as condições de utilização de energia e de segurança dos principais equipamentos energéticos

Foi Orientador de estágios de alunos do Curso de Engenharia Mecânica/Térmica nas empresas INAPA, ARMÉTICA, SAMIFI, YORK,  UCAL, MAROBAL , PROFLUIDOS, Hospital Distrital de Abrantes, MAURIFERMENTOS, RET, J.TOMÉ, Centro para a Conservação de Energia, DOCAPESCA e Docente de Produção e Conservação de Energia; Mecânica;  Termodinâmica e Fluidos; Termodinâmica; Sistemas Integrados de Energia; Mecânica dos Fluidos; Controlo de Sistemas Térmicos; Gestão de Energia em Edifícios e na Indústria.


Curriculum Vitae

 

Situação Actual

Presidente do Conselho Directivo e por inerência dos Conselhos Administrativo e Consultivo da ESTSetúbal/IPS.

Professor-Adjunto de Nomeação Definitiva da ESTSetúbal/IPS.

 

Formação Académica

1987 - Licenciatura em Engenharia Mecânica, ramo de Termodinâmica Aplicada, pelo Instituto Superior Técnico.

1990 - Mestrado em Engenharia Mecânica, Perfil Energia, no IST.

2004 – Doutoramento em Engenharia Mecânica, na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP).

 

Percurso Académico

Maio 1986 a Maio de 1987 - Monitor na Secção de Sistemas do Departamento de Engenharia Mecânica do IST.

Setembro 1987 a Setembro 1990 - Assistente do 1º Triénio na ESTSetúbal/IPS.

De Setembro 1990 a Janeiro de 1991 - Assistente do 2º Triénio na ESTSetúbal/IPS .

Desde Fevereiro de 1991 - Professor Adjunto na ESTSetúbal/IPS e com Nomeação Definitiva desde Março de 1994.

 

Actividade Docente

Monitor nas disciplinas de Controlo de Sistemas I e Electrónica e Instrumentação.

Disciplinas leccionadas ou regidas até ao momento na ESTSetúbal/IPS: Produção e Conservação de Energia; Mecânica; Matemática; Termodinâmica e Fluidos; Termodinâmica; Sistemas Integrados de Energia; Mecânica dos Fluidos; Controlo de Sistemas Térmicos; Gestão de Energia em Edifícios e na Indústria.

Orientador de estágios de alunos do Curso de Engenharia Mecânica/Térmica nas empresas INAPA, ARMÉTICA, SAMIFI, YORK,  UCAL, MAROBAL , PROFLUIDOS, Hospital Distrital de Abrantes, MAURIFERMENTOS, RET, J.TOMÉ, Centro para a Conservação de Energia, DOCAPESCA.

 

Actividade de Gestão Académica

Desde Maio de 1999, Presidente do Conselho Directivo e do Conselho Administrativo da ESTSetúbal/IPS.

De Maio de 1997 a Maio de 1999, Vice-Presidente do Conselho Directivo e do Conselho Administrativo da ESTSetúbal/IPS.

De Abril de 1992 a Dezembro de 1994, Secretário da Mesa do Conselho Científico, e membro da Comissão Coordenadora e da Comissão Executiva do Conselho Científico, ESTSetúbal/IPS.

De Fevereiro de 1996 a Maio de 1997, membro da Assembleia de Representantes da ESTSetúbal.

De Maio de 1996 a Maio 1997, Presidente da Assembleia de Representantes da ESTSetúbal.

De Julho de 1993 a Julho de 1994, Director do Curso de Bacharelato em Engenharia Mecânica-Térmica, ESTSetúbal/IPS.

De Julho de 1994 a Janeiro de 1996, membro da Comissão Instaladora do Departamento de Engenharia Mecânica da ESTSetúbal.

De Julho de 1995 a Fevereiro de 1996, Director do Curso de Bacharelato em Engenharia da Energia e Ambiente, ESTSetúbal/IPS.

Desde Outubro de 1990 a Fevereiro de 2000 - Membro do Conselho Directivo da Escola Profissional de Setúbal (EPS) por indicação da Comissão Instaladora da ESTSetúbal.

Em 1991 e 1992, membro da Assembleia Estatutária do Instituto Politécnico de Setúbal.

 

Actividade Técnico-Científica

Energia

Auditoria Energética: Edifício do IPQ em Almada – membro da equipa de auditoria da ESTSetúbal, com responsabilidade particular na simulação energética no DOE2.1E e VisualDOE, Setembro 2001.

De Dezembro de 1997 a Dezembro de 1999 – Consultor do CCE, através da ESTSetúbal, para o projecto Promotion of use of Cooling Storage SystemsPhase 2” .

Desde Dezembro de 1997 a Fevereiro de 1999- Coordenador da Equipa da ESTSetúbal para o Projecto liderado pelo Centro para a Conservação de Energia (CCE)  “Estudo sobre as condições de utilização de energia e de segurança dos principais equipamentos energéticos na hotelaria”, cabendo à ESTSetúbal a realização de 10 das 36 auditorias previstas.

Projecto Thermie: A Global Strategy for Energy and Environment for EXPO’98 - Evaluation of the energy performance of EXPO’98 Building Stock. Projecto gerido pelo CCE/EXPO98. Coordenação e execução final das simulações dos edifícios: Edifício Administrativo da EXPO’98, Torre Verde, Pavilhão de Portugal, Vila EXPO -Sector4.

Projecto Thermie: “Promotion of use of Cooling Storage SystemsPhase 1”, Técnico-principal pelo CCE na execução deste projecto realizado de parceria com a SODEAN (Espanha) e CRES (Grécia). 1996.

Auditoria Energética à NOVA DELTA-Cafés em Campo Maior, com a equipa do Centro de Tecnologias Energéticas da UNESUL em Évora, e elaboração do relatório final, Julho-Dezembro de 1994.

Auditoria Energética: Dezembro de 1994 a Abril de 1995, ao Instituto Português de Oncologia de Lisboa, sob contrato com o CCE (Centro para a Conservação de Energia), e PRAVAC. Responsável pela componente de Térmica de Edifícios, e colaboração na análise energética global.

Auditoria Energética: Outubro a Dezembro de 1995, ao Hospital de St. Maria, sob contrato com o CCE (Centro para a Conservação de Energia). Coordenação Geral e elaboração da componente de Térmica de Edifícios e análise energética global. Utilização do programa informático DOE2.1E de simulação horária de Edifícios.

Outra

De Maio de 1990 a Março de 1991 - Actividade de Projecto e Fiscalização  de Instalações de Aquecimento na Direcção de Serviços de Fortificações de Obras de Exército - Arma de Engenharia, no âmbito de Serviço Militar Obrigatório. De Julho de 1991 a Dezembro de 1993, Consultor em Projecto e Fiscalização de Instalações Mecânicas na Direcção de Serviços, Fortificações e Obras do Exército (DSFOE), no âmbito de protocolo entre a ESTSetúbal e a DSFOE.

Estudo: de Junho a Dezembro de 1993, consultor indicado pelo Instituto Politécnico de Setúbal no projecto piloto Rede de Consultores na Península de Setúbal, encomendado pela Secretaria de Estado do Emprego a um consórcio constituído pela NERSET, Universidade Moderna, UNINOVA e IPS. Consistiu este estudo num levantamento junto das pequenas empresas (até 50 trabalhadores) da Península, sobre as condições para a promoção da formação profissional neste tipo de empresas.

 


 

Departamento de Eng.ª Mecânica

Departamento de Eng.ª Electrotécnica

Departamento de Sistemas e Informática

Departamento de Matemática

Secção Autónoma de Ciências Empresariais e Comunicação

 

 

Voltar