Club Setubalense   [06-16 21h] Quinta-feira  21h30m 16 Junho 2011 'Tertúlia Científica'A arquiteta Manuela Tomé fala sobre as estratégias da Proteção Civil e as medidas preventivas para responder a possíveis catástrofes no âmbito do Plano Municipal de Intervenção no Centro Histórico de Setúbal.http://www.mun-setubal.pt/GuiaEventos/default.asp?dia=16&mes=6&ano=2011
Protecção Municipal no Centro Histórico com
 Arquitecta Manuela Tomé em Tertúlia

 

 

 

 

 

http://www.osetubalense.pt/noticia.asp?idEdicao=648&id=21979&idSeccao=4772&Action=noticia

Plano Municipal de Intervenção no Centro Histórico de Setúbal

Conjunto de equipamentos preventivos que vão ser, brevemente, instalados em vários pontos estratégicos do centro histórico da cidade; os equipamentos incluem cinco colunas informativas, equipadas com sistema sonoro de alarme, 21 colunas SOS – Ponto de Encontro, armários de primeira intervenção, e 250 sinais de Caminho de Fuga

para envolver a comunidade na execução deste plano, contribuindo, igualmente, para a salvaguarda de vida humanas e de valores patrimoniais e culturais.

____

Quinta-feira 16 Junho pelas 21h30m terá lugar mais uma já habitual Tertúlia organizada pelo Club Setubalense e CMS desta vez com a presença da arquitecta municipal Manuela Tomé que irá debater as medidas preventivas tomadas para o centro histórico da Cidade de Setúbal integradas no plano municipal de intervenção e protecção civil.

O conceito de caminho de fuga e ponto de concentração associados a uma nova sinalética espalhada recentemente são ainda novidade em particular numa população já muito envelhecida nesta zona da nossa cidade. O PLANO MUNICIPAL DE INTERVENÇÃO NO CENTRO DE SETÚBAL será analisado e explicado de modo a todos percebermos e podermos divulgar aos mais interessados permitindo-se assim reduzir danos humanos em momentos prováveis mas imprevisíveis a ocorrer no futuro e que a Cidade já conheceu do passado. O que significam as placas verdes distribuídas pelas diversas paredes da zona, qual a respectiva originalidade e tecnologia anti vandalismo usadas pela primeira vez. 

Os presentes neste debate, aberto a todos, terão ocasião de questionar e sugerir aos responsáveis procedimentos que  preventivamente nos poderão poupar no futuro custos muito pesados. Será na Av. Luisa Todi 99 pelas 21h 30m de quinta-feira com entrada livre.

 

 

  Voltar