Club Setubalense   [01-21 18h] SÁBADO 21 janeiro 2012 18h  CONCERTO Joana Barata piano Bruno Ribeiro viola  http://insieme.pt.vu
 21 de Janeiro Sábado 18h

Programa:
Fantasia - Hans Haug
Suite Popular Brasileira - Radamés
Fantasia - M. Castelnuovo-Tedesco
A dança dos pássaros - António Pinho Vargas

 

 

 

 

 

http://www.joanabarata.com/

Joana Barata, natural de Lisboa, iniciou o estudo de piano aos cinco anos. Estudou na Escola de Música de Nossa Senhora do Cabo, em Linda-a-Velha, com a Prof. Mariana Cruz; na Academia Nacional Superior de Orquestra (Orquestra Metropolitana de Lisboa) no curso de Piano para Música de Câmara e Acompanhamento, tendo terminado a Licenciatura em Piano na Escola Superior de Música e das Artes do Espectáculo, na classe da Prof. Madalena Soveral, pela qual obteve o Prémio da Fundação Engenheiro António de Almeida,.
Trabalhou como pianista acompanhadora em escolas de música das quais se destacam o Conservatório de Música do Porto e Academia de Música do Orfeão de Ovar. Foi também colaboradora em várias escolas de bailado do Porto (método da Royal Academy of Dance) e colabora regularmente com a Academia de Música de método Suzuki – a pauta. Actualmente é pianista acompanhadora no Conservatório de Música da Maia.
Apresentou-se regularmente em duo com a flautista Daniela Anjo no Clube Literário do Porto entre 2007 e 2009. Desempenhou ainda a função de pianista na produção operática em cena de Março a Junho de 2009 d’A Companhia de Teatro do Algarve - “Efeito Imediato”, com encenação de José Lourenço. Integra projectos como Key2Key que consiste num duo de pianos com Duarte Cardoso que se dedica à interpretação de música do século XX até à actualidade e o projecto

http://www.brunor.net/

BrunoR – bio curta PT
BrunoR é oriundo da Póvoa de Varzim, onde iniciou o seu percurso musical. Começou pelo piano mas foi na viola dedilhada (clássica e eléctrica) ,
e mais recentemente a guitarra portuguesa, que encontrou o seu meio de expressão musical de eleição, como intérprete e compositor.
Desde então, participou em variados projectos de índole diversa, tanto como guitarrista como compositor, definindo assim aos poucos um percurso
musical que tem sido extremamente diversificado e que se manifesta em música de cena, música electrónica, música de câmara e variadíssimos grupos
instrumentais.
Estudou Composição na Escola Superior de Música e das Artes do Espectáculo, no Porto, onde também frequentou o Conservatório de Música do
Porto na classe de Artur Caldeira.
Actualmente integra o projecto Insieme com a pianista Joana Barata, sua esposa, e é director musical dum projecto que envolve texto, música (para voz
e viola dedilhada) e pintura, acerca do conhecido episódio da história portuguesa do século XIV sobejamente conhecido como “A história d’Inês de
Castro”.
Mai 2010
www.brunor.net

BrunoR – bio longa PT
BrunoR nasceu em 1982 e cresceu na Póvoa de Varzim, onde iniciou a sua vida e prática musical. Começou por tocar piano mas foi na viola dedilhada
(clássica e eléctrica), e mais recentemente a guitarra portuguesa, que encontrou o seu meio de expressão musical de eleição, como compositor e
sobretudo como intérprete.
Ao longo do seu percurso tem desenvolvido um trabalho multi-facetado, sendo que além de trabalhar como compositor (música de câmara, electrónica,
guitarra) e guitarrista em nome próprio, tem colaborado também em projectos de índole diversa, desde recitais de poesia e lançamentos de livros a
colaborações com orquestras, música de cena, etc.
Foi o autor e co-autor de música original para várias peças de teatro, no âmbito escolar e também amador, tais como “Constipaiton”, produção de 2004
do Departamento de Teatro da ESMAE-IPP, em colaboração com David Miguel - encenação de António Durães e José Topa ; “A farsa do Mestre Pathelin” -
produzida pelo Grupo de Teatro Amador de São Pedro de Rates, onde também participa como actor - encenação de Bárbara Maciel; “Anunciação a Maria” - de
Paul Claudel, produção teatral de 2006 do Departamento de Teatro da ESMAE  IPP, em colaboração com Ângela Ponte - encenação de Paulo Lages.


Teve também uma forte relação com a música popular desde cedo, tendo feito parte de vários projectos de áreas distintas. Entre 1999 e 2002
fundou e pertenceu ao entretanto extinto grupo de heavy-metal “Aliennation”, com o qual chegou a gravar três faixas para uma compilação de grupos
poveiros promovida pela Câmara Municipal da Póvoa de Varzim. Além de ter ainda integrado vários outros projectos que não se apresentaram publicamente,
fundou os LatiLatitu (com Luís Oliveira - percussão, e Manuel Maio - violino e bandolim), com quem desenvolveu um programa constituídos por arranjos
originais de música portuguesa e sul-americana, e com quem se apresentou várias vezes ao vivo durante o ano de 2008.

Em 2005 vê o seu trabalho incluído na compilação de música electrónica “No noise in Porto vol.I”, pela editora independente Letsgotowar e em Abril de
2007 lançou um EP com algumas composições exclusivamente electrónicas pela netlabel MiMi Records intitulado “Edit, Transform, Renew, Create…”, que
foram compostas durante a sua passagem pela ESMAE


Frequentou o Curso Superior de Composição da Escola Superior de Música e das Artes do Espectáculo (Porto), tendo tido como professores
Eugénio Amorim, Fernando Lapa, Carlos Guedes, Clarence Barlow, Dimitris Andrikopoulos e Magnus Lindberg. Estudou viola dedilhada (guitarra clássica)
com Artur Caldeira no Conservatório de Música do Porto, e frequentou, ao longo de vários anos, masterclasses com professores de renome como José
Pina, Alberto Ponce, Costas Cotsiolis, Darko Petrinjak, Dejan Ivanovic, Tomás Camacho, Roland Dyens, Alvaro Pierri, Hopkinson Smith, Pablo Marquez e
Margarita Escarpa.


Participou em vários concursos de música, tendo ganho o 3º prémio de Música de Câmara do Concurso de Sta. Cecília em 2005, o 1º prémio do
Concurso Interno do Conservatório de Música do Porto na área de Cordas Dedilhadas em 2006 e no mesmo ano ficou em 2º lugar (1º não atribuído) no
Concurso de Guitarra Clássica de Ourém. Foi o Presidente da Associação de Estudantes da ESMAE durante o ano de 2006 tendo também sido responsável
pela organização de vários concertos e eventos na referida escola.


Actualmente reside no Porto onde se encontra a produzir o seu primeiro trabalho discográfico de longa duração, ao mesmo tempo que integra o
projecto Insieme com a pianista Joana Barata, sua esposa, e ainda um projecto que envolve texto e música para voz e viola dedilhada acerca do conhecido
episódio da história portuguesa do século XIV sobejamente conhecido como “A história d’Inês de Castro”

Abr 2009

 

 

  Voltar